quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Ah.....Paciência!!!....

Nas minhas pesquisas pela net, encontrei esta pequena história que me fez rir,.....

Num Jardim de Infância a educadora está a ajudar um menino a calçar as botas.

Ela faz força, faz força, e parece impossível: as botas estão muito apertadas.
Ao fim de algum tempo, e a muito custo, uma bota já entrou e a outra já está quase.
Nisto, diz o miúdo:- As botas estão trocadas!
A educadora pára, respira fundo, vê que o rapaz tem razão e começa a tirar-lhe as botas.Mais uma dose de esforço e depois ela torna a calçar-lhas, desta vez nos pés certos. Ao fim de muito tempo e muito esforço, ela lá é bem sucedida e diz:- Bolas... estava a ver que não... custou...
- Sabe, é que estas botas não são minhas!
A educadora fecha os olhos, respira fundo e recomeça a descalçar o rapaz novamente. Quando finalmente consegue, diz ao miúdo:- OK! De quem é que são estas botas, então?
- São do meu irmão! A minha mãe obrigou-me a trazê-las!A educadora fica em estado de choque, pulsação acelerada, vair espirando fundo, decide não dizer nada e a calçar novamente o rapaz.
Mais uma série de tempo e finalmente consegue.
Por fim diz-lhe:- Pronto, as botas já estão! Onde é que tens as luvas?
- Estão dentro das botas!...

Ah.......Paciência!!!!.........

7 comentários:

Professora Georgina Pinto disse...

Olá Maria Rapaz!
Gosto de visitar o seu cantinho, é muito interessante. Parabéns!
Já tinha lido esta história e achei imensa graça.
Mas a nós professoras do 1.º ciclo também acontece histórias idênticas. Ainda há dias, estava eu sentada numa carteira ao lado de um aluno para lhe explicar uma dúvida, quando outro aluno pôs a bota toda suja encima da minha perna e diz:
_Professora aperta os cordões.
Problema é que eu tinha vestido calças pretas, imagine com ficaram.
São assim as nossas crianças, pois passam mais horas com os professores do que com os pais.
Beijos.

sonia disse...

Me ha encantado esta historia. A veces es fácil perder la paciencia con los peques, pero tú lo afrontas con humor, dedicándoles el tiempo que necesitan. Creo que el tiempo que perdemos en las pequeñas cosas es un tiempo que les regalamos. Enhorabuena.
Besos desde Zaragoza

Sonia

Os Malandrecos disse...

Ahahahah.
É preciso ter muita paciência, rsrsrs.
Beijinhos.

Ana Raquel disse...

Já conhecia... Respirar fundo, 1...2..3..4...


(gostei da imagem que colocou na Arca Comum, com uns meninos mascarados... onde retirou?

Obgd
**

Thunder disse...

Olá! Tenho dois prémios para este blog no PróProf!

Célia disse...

Esta história é mesmo maravilhosa e retrata muito bem o nosso dia a dia.
Bom fim de semana

aninhas disse...

Olá. Tenho um miminho à vossa espera...
Bjinhos